estranho

2017 e uma sensação de que já vimos isso antes.

2017 até agora é um ano bem estranho. Parece que algo está pra acontecer em breve

2017 é um ano bem estranho até agora. Parece que na espreita, ali, na esquina. Parece que vamos ver algo acontecer, algo de extraordinário e grave. É como se a gente tivesse naquele momento em que as coisas estão chegando a um ponto de tensão e que isso vai estourar em algum momento.

E isso tem sido sinalizado em muito pela forma como as coisas tem acontecido na política internacional desde que Donald Trump assumiu como presidente americano. Já vimos ele banir estrangeiros de 7 países islâmicos, já vimos ele ordenar que o exercito americano esteja preparado para ataque.

E estamos vendo isso acontecer com a Rússia também. Putin ordenou que as forças aéreas estejam prontas para possível ataque e outros exercícios militares. Obviamente que tem muito mais do que apenas dois países se preparando para possíveis ataques estrangeiros.

A questão toda atualmente tem envolvido muito mais  do que isso. Envolve uma forma de eliminar o ISIS e tentar conquistar a influência daquela região. E isso é algo que também interessa aos dois países. Mas ainda temos outra questão envolvida que é o ultra-nacionalismo de alguns líderes que participarão de eleições esse ano.

Isso que estamos vendo acontecer não é bem novidade. Lembra bem o que aconteceu cem anos atrás. 2017 até agora mais parece ser um revival de acontecimentos passados, como se eles precisassem acertar contas com o presente. É estranho falar assim, mas é o clima que a gente captar no ar.

Parece que nós presenciaremos algo extraordinário. Uma guerra ou algo assim como poderemos definir. É tão estranho o que estamos vivendo que nem no Brasil nós estamos acreditando no que vemos. Apenas sabemos que algo de grave pretende acontecer.

Até agora é essa a sensação que tenho sentido de 2017. Só o que me resta disso tudo é entender como chegamos até aqui quando nós tínhamos todas as ferramentas e formas de evitar que chegássemos a essa sensação. Mas nem isso nós sabemos controlar. E sempre estamos a repetir o passado.

Certo estava Cazuza quando disse que o futuro repete o passado…

 

Comente com Facebook

Written by Israel Anderson

Jornalista por formação, cineasta por estudos e curioso por natureza. Internet por paixão.

Deixe uma resposta