Não adianta nada gastar dinheiro com academia se a outra parte não for resolvida

Eu sou bem regular com academia. Até bastante disciplinado. Raramente deixo de ir, até por que a rotina de exercícios me ajuda a controlar crises de ansiedade e a regular o meu sono. Me deixam bem comigo mesmo. Me sinto melhor após. Mas o fato de estar na academia todo dia não significa que eu não possa observar o que acontece ao meu redor e observar outras pessoas.

Já, inclusive, eu falei disso nesse post. Basta que vc leia. Mas o foco aqui é outro: não adianta você gastar dinheiro com academia, suplementos, se matar de exercícios sem ter um objetivo claro do por que está lá. Se for pra emagrecer, sinto desapontar você, mas só exercícios não resolvem. Exercícios ajudam, mas eles não são a parte responsável pelo sucesso do processo. Essa parte está na alimentação e na dieta. E é isso que eu vejo que está errado.

Vejo pessoas também que não se esforçam o mínimo para atingirem o objetivo que supostamente se colocam a cumprir quando vão a um ginásio. Emagrecer, se é o que você procura, requer balanço energético negativo que só é alcançado quando você alia uma dieta com exercícios. E, como todo processo, requer tempo para que os resultados sejam alcançados. Não é assim tão fácil como muitos pensam. Eu mesmo já passei por isso algumas vezes. Aprendi com meus erros.

academia

Academia, Fitness, Emagrecer, Alimentação, Rotina Photographer: Clem Onojeghuo

Se você quer mesmo um objetivo de baixar o peso, comece a mudança por você mesmo. Mude os hábitos alimentares. Inclua rotinas de exercícios aeróbicos para obter o balanço energético negativo. Não use suplementos por que outras pessoas nesse ambiente usam. O que serve pra eles, não serve pra você. Todos nós temos necessidades energéticas diferentes e balanço energético diferente.

 

Pra emagrecer, se é o que você quer, procure primeiro repensar seus hábitos

Não há muito mistério em conseguir isso. Basta apenas você começar a perceber o que está errado em você. As vezes costumamos culpar os outros e esquecer que nós temos a nossa própria culpa sobre o que acontece com a gente e, sobretudo, com o nosso corpo.

Nós somos responsáveis pelo que colocamos em nossa boca. Somos também responsáveis sobre como lidamos com ele. Se deixamos alguém invadir nosso espaço e nos criticar sem entender as nossas necessidades pessoais. Se deixamos que as críticas sejam mais fortes que a nossa vontade em mudar a forma como nós nos vemos na frente do espelho. Somos, sim, responsáveis pelo nosso corpo e pela forma como lidamos com ele.

Não, não quero que você se sinta mal por isso. Mas é preciso ouvir essas verdades e sentir o choque pra só assim pensar no que você quer atingir. Se pretende emagrecer, corte o mal pela raiz. Deixe os doces de lado, deixe os carboidratos, assuma que nem tudo na vida fitness é tão saboroso assim. Atletas tem rotinas de alimentação bem menos complexas e mais simples mas pouco apetitosas. Pra eles, o objetivo é manter o corpo bem alimentado com o balanço de nutrientes correto.

Se você quer mesmo esse objetivo, tenha em mente que não bastará fazer exercícios apenas até você chegar no peso que queria. Não é assim. Tenha em mente que se você quer mesmo manter o que conquistou, o trabalho é bem mais árduo do que parece. Tenha em mente que você só vai ter sucesso nesse processo se tem um objetivo claro.

Conclusão

Vejo muitas pessoas na academia que não sabem o que estão fazendo lá. Parece que estão lá apenas por que é a moda do momento. Não seja esse alguém. Não gaste dinheiro com aquilo que nem você sabe exatamente o por que está lá. As coisas só dão certo se você as tem claramente em sua mente. Senão, são apenas mais uma influência que pode não ser exatamente aquilo que você deseja.

Deixe que a vontade parta de você. Aí sim você terá um objetivo claro e preciso do por que gasta de uma a duas horas por dia ficando suado e comendo pouco mas corretamente. Nem tudo no mundo fitness é apetitoso. Só a imagem que a mídia vende.

 

Comente com Facebook

Written by Israel Anderson

Jornalista por formação, cineasta por estudos e curioso por natureza. Internet por paixão.

Deixe uma resposta