Se for pra não se esforçar, não saia de casa

 

Tem um padrão que me incomoda bastante quando eu vou na academia: as pessoas que vão pra lá apenas por que acreditam que estão malhando, não fazem o menor esforço, ficam ali mexendo no Whatsapp, não fazem nada mais que o abaixo do mínimo.

Aliás, tem muita gente que mal chega nesses ambientes e começam logo com exercícios que sequer dominam ou com pesos bem acima do esperado para quem está começando.

Pesos, halteres, fitness, ginásio superar

Pesos, halteres, fitness, ginásio, superar

A bem da verdade, existe nisso algo que eu igualmente já percebi muito nesse ambiente, mas especialmente entre os homens: o exibicionismo. Muitos ali pegam pesos enormes ou inapropriados para o exercício. esperado. E com muitos movimentos errados, prejudicando a coluna e a própria postura. Pegar pesos inapropriados sem preparação adequada não é superação. É apenas prejudicar a si mesmo.

Superar-se não é apenas uma questão de levantar pesos ou de exibir-se. É entender como o próprio corpo funciona. É entender onde estão as suas falhas e procurar resolvê-las. Não é apenas frequentar um ginásio, exibir-se, tomar suplementos e achar que está tudo bem. Se fosse assim, não haveriam nas academias uma imensa quantidade de gordinhos sem ter resultados que esperam.

Sim, eu já cometi quase todos esses erros. Já frequento – entre idas e vindas – ginásios por um período de 10 anos. É muito tempo, né? A maioria desiste em menos de 1 mês. Mas eu não vou lá pra ficar me exibindo ou fazer exercícios aleatórios achando que to fazendo bem a mim mesmo quando na verdade não estou. No começo, sem muita orientação, era bem verdade que eu fazia isso. Mas, hoje, não.

 

Superar a si mesmo é saber como seu corpo funciona

Ainda não tenho condições para pagar um personal trainer para acompanhamento direto. Mas as vezes acho que isso não é muito necessário. Em 10 anos de prática de exercícios, entre erros e acertos, tenho aprendido a entender meu corpo e aprender como ele funciona.

Sei que pra me superar, não bastam apenas pesos inapropriados e exibicionismo, mas todo um ambiente propício.

Não vou a esse ambiente para usar o Whatsapp ou qualquer outra rede social. O máximo de uso que faço do celular é apenas pra ouvir música e timer. Mas, admito, me incomoda muito quando eu quero fazer algum exercício e alguém ocupa um equipamento sem estar utilizando-o. Apenas conversando em rede social.

É legal compartilhar momentos. Mas as vezes a gente precisa focar no que está fazendo. Nem todo momento é apropriado pra selfies. E nem pra longas conversas. Se for pra conversar e não se superar, não gaste dinheiro. Fique em casa.

Comente com Facebook

Written by Israel Anderson

Jornalista por formação, cineasta por estudos e curioso por natureza. Internet por paixão.

Deixe uma resposta