Coca Cola

Cena do comercial da Coca Cola.

O novo comercial da Coca Cola aposta na diversidade sexual de uma maneira muito engraçada.

E agora temos mais uma marca pra Malafaia boicotar sem sucesso: a Coca Cola. O novo comercial da marca de é uma fofura só ao mostrar dois irmãos disputando a atenção de um mesmo rapaz. É engraçado ver os dois disputando a atenção de alguém. E ambos são muito fofos (e demais parecidos com a Katy Perry e Shawn Mendes).

No comercial, vemos um rapaz lindíssimo limpando a piscina. E a menina fica admirando-o pela janela. No andar de cima está o irmão dela, também olhando sem parar para o boy da piscina. Os dois então tem a mesma idéia de pegar uma garrafinha de Coca Cola e levar para o boy. E começa a disputa entre eles.

No final, nenhum dos dois se deu bem. A mãe deles chega primeiro. E ambos ficam de cara no chão. É realmente divertidíssimo o comercial. E essa publicidade não vem ao acaso. Ela foi feita para a Coca Cola americana, especialmente por causa do momento político que aquele país tem vivido.

Coca Cola faz mensagem provocativa envolvendo o momento político atual.

Ok, não é tão diferente do momento político que nós aqui no Brasil temos vivido. Mas são semelhantes, de qualquer forma. Em ambos os casos estamos vendo as emoções exageradas por conta de preferências políticas e ideológicas que tem cegado as pessoas de entender o real momento em que nós temos vivido.

Em meio a tudo isso, a nova publicidade da Coca Cola apela para a diversidade sexual, apela para a luta contra os preconceitos. É lindo demais ver que a peça mostra dois irmãos disputando o mesmo rapaz de maneira natural, sem preconceitos. E mesmo a mãe deles aceitando tudo naturalmente. Como sempre deveria ser.

Não apenas no comercial da Coca Cola mas nas nossas próprias vidas práticas e cotidianas. A naturalização da diversidade sexual deveria ser a primeira coisa que a gente deveria ter naturalizado. Até por que fica horroroso se meter na vida privada das pessoas e em suas preferências sexuais e amorosas.

O que não é bem o que um pastor aí que prometeu boicotar empresas que trabalhem a diversidade sexual. Esse comercial sim, assim que chegar por aqui, vai ser o comercial que fará o senhor pastô odiar ainda mais o avanço e o progresso. Ele sabe que passará e será a lata de lixo da história. Nós prevaleceremos.

Clique aí e veja o comercial. Uma fofura.

 

Comente com Facebook

Written by Israel Anderson

Jornalista por formação, cineasta por estudos e curioso por natureza. Internet por paixão.

Deixe uma resposta