É uma esperança e um alento ver que as reações aos desmandos de Trump nos USA estão viralizando na rede.

Trump terminou a primeira semana dele como presidente americano envolto em frases polêmicas. E decisões que mais parecem uma ditadura do que uma democracia. A esperança é que nem todos estão aceitando passivamente o que acontece por lá. Sobretudo quem entende os demais também importam.

Os Estados Unidos da América são um país muito diverso. Não tem como culpar um país pelos desmandos de seu presidente. Isso vale pro Brasil também. Dos americanos que eu conheço e tenho algum contato pelas redes sociais, eles me parecem ser muito diferentes do que a típica imagem dos filmes e séries.

esperança

Protests in NY
Photographer: Alice Donovan Rouse

E é bom ver que é esse mesmo povo que está indo pras ruas em seu próprio país, tomando a política para si e entendendo que não podem estar longe ou alheios aos desmandos de seu atual presidente. Sobretudo após ele ter decretado que refugiados e pessoas de origem muçulmanas estão banidas de entrar nos Estados Unidos.

Está bem claro que o discurso de Trump sobre estrangeiros está coberto de preconceitos, xenofobia e senso comum. Ao banir pessoas de países muçulmanos com base apenas na religião, cria-se a autorização para julgar as pessoas pelas suas crenças. Em um mundo que há tempos atrás falávamos sobre tolerância, é um retrocesso ver isso acontecer.

O mundo tem dado voltas muito estranhas, sobretudo para direções e ideologias que julgávamos estarem enterradas no passado, mesmo que esse passado não tenha sido tã

o distante, ele foi muito forte e deixou cicatrizes. Julgávamos que tínhamos aprendido com isso.

Não aprendemos. Vimos um presidente de um dos países de maior influência dizer com seus atos que se pode desmerecer pessoas pelo que elas são, de onde elas vieram e no que acreditam. Mas é bom ver que as reações contra ele tem sido fortes.

E capazes de mudar essas decisões terríveis tomadas pelo atual presidente americano.

Comente com Facebook

Written by Israel Anderson

Jornalista por formação, cineasta por estudos e curioso por natureza. Internet por paixão.

Deixe uma resposta