Invisível

Você já se sentiu como quem vive
Mas no fundo não sabem que você existe?
Não dá pra fingir algo que não se sabe
Mas não dá pra esconder algo que se sente

As vezes só palavras não bastam pra dizer
Tanta coisa que passa pela cabeça
Quando, na solidão, os pensamentos avisam
Que a invisibilidade não é apenas um substantivo.

Ela também é uma dor que a indiferença causa
Por que tudo que se faz pra ela passar
Apenas piora ainda mais a sensação
De que tudo o que eu faça ou diga
Não é o bastante pra chegar até você

Ser invisível pra você dói mais ainda
Isso não tem como mudar
Se tudo o que eu faça ou diga
Não é o bastante pra chegar até você

Quem sabe, no acaso, algum dia você note
Que também é invisível pra alguém que você goste
E perceba que também não é bom o que se sente
Quando eu também sou um invisível pra você…

 

Você já se sentiu como quem vive
Mas no fundo não sabem que você existe?
Não dá pra fingir algo que não se sabe
Mas não dá pra esconder algo que se sente

As vezes só palavras não bastam pra dizer
Tanta coisa que passa pela cabeça
Quando, na solidão, os pensamentos avisam
Que a invisibilidade não é apenas um substantivo.

Ela também é uma dor que a indiferença causa
Por que tudo que se faz pra ela passar
Apenas piora ainda mais a sensação
De que tudo o que eu faça ou diga
Não é o bastante pra chegar até você

Ser invisível pra você dói mais ainda
Isso não tem como mudar
Se tudo o que eu faça ou diga
Não é o bastante pra chegar até você

Quem sabe, no acaso, algum dia você note
Que também é invisível pra alguém que você goste
E perceba que também não é bom o que se sente
Quando eu também sou um invisível pra você…

Comente com Facebook

Written by Israel Anderson

Jornalista por formação, cineasta por estudos e curioso por natureza. Internet por paixão.

Deixe uma resposta