afasto

Particularidades de cada um

Não me afasto das pessoas. É que cada um tem suas particularidades

Hoje um amigo veio me perguntar por que eu havia deixado de conversar com ele. E eu respondi que na minha atual fase, eu tenho estado mais ocupado que o normal, E, as vezes, só de madrugada é quando eu tenho tempo pra conversar e falar sobre algumas coisas. Não me afasto das pessoas. Mas eu não posso exigir que elas estejam disponíveis pra mim 24hs, 7 dias por semana e 365 dias por ano. Não é assim que funciona.

Eu falo isso por que eu sei que nem sempre eu posso dar atenção para conversar ou ter tempo pra isso. Lidar sozinho com a vida também é uma responsabilidade. Especialmente quando você não tem com quem contar além de você mesmo. Isso significa que tudo o que envolve cuidar de si e de casa é feito em dobro.

Não ter com quem contar, que possa ajudar em onde eu já estou exausto é difícil. Isso é uma particularidade. Não é por isso que eu obviamente limito os contatos. Por causa das rotinas, eu tenho horários que não coincidem com o resto da vida tida como normal. Não me afasto de quem quer que seja. Mas eu também não posso exigir que alguém tenha tempo disponível pra mim. Não posso exigir isso das pessoas.

Eu também não sou exatamente uma pessoa extrovertida. Ok, não sou tímido assim ao ponto de me sentir incomodado com as pessoas. Isso não acontece. Mas eu não sei como puxar papo com as pessoas quando eu não sei o que falar com elas. Quem é próximo sabe exatamente que eu sou sempre na minha. Eu observo como as coisas são. E como eu mesmo sou. Eu sei que eu não tenho pessoas próximas a mim. Eu tenho consciência que eu não tenho com quem contar. A quem pedir ajuda ou mesmo indicações de empregos e outras coisas.

Não é me afastar das pessoas. Mas eu entendo que todos temos as nossas particularidades. E temos de respeitar esse espaço. Mesmo que a gente queira fazer mais.

 

Comente com Facebook

Written by Israel Anderson

Jornalista por formação, cineasta por estudos e curioso por natureza. Internet por paixão.

Deixe uma resposta