Sorvetes Häagen-Dazs e Nutella foram os destaques da licitação para avião presidencial.

Sorvetes e cremes caros. E não adianta dizerem na época de Dilma as coisas não eram assim. Esse cardápio vem de lá, é verdade. Mas há uma diferença enorme entre o momento vivido entre 2011 e 2015 e o discurso atual propagado pelo atual presidente, É nisso que consta a principal crítica a ele.

Tudo começou com uma licitação para o serviço de comissaria de bordo do avião presidencial. Até aí não há nada de estranho ou irregular. Todos os anos, isso é feito e segue um cardápio preferível ao ocupante do cargo. Então isso muda sempre. Preferências e gostos são de natureza pessoal.

Sorvetes caros

Sorvetes, cremes e tortas caras na licitação que não conhece austeridade

O problema da licitação atual é outro. E não tem a ver com o gosto refinado e sofisticado de Michel Temer. Sorvetes, Nutella e demais iguarias são comuns em sobremesas. Sejam elas as presidenciais, sejam elas as suas. O problema, entretanto, é outro. Está no discurso e na prática dele.

Michel Temer assumiu o poder prometendo reformas e medidas de austeridade que Dilma não havia conseguido implantar durante seu período na presidência, E é justamente aí o por que de toda essa crítica a essa lista de compras que foi objeto de especulação hoje.

Vamos entender uma coisa: há pouco mais de 15 dias atrás, o próprio governo Temer aprovou a PEC do Teto, agora promulgada em uma Emenda Constitucional que prega uma austeridade em todos os setores do governo. Foi uma proposta dele, por sinal.

Sorvetes premium, cremes e tortas que não cabem na austeridade.

E essa proposta não casa com a lista de compras que foi divulgada pelo Planalto. Não só pelos sorvetes da Häagen-Dazs ou a Nutella. O que chama a atenção em tudo isso não é bem o gosto refinado de Temer. Dilma mesmo já havia feito licitações parecidas e com itens bastante semelhantes como os mesmos sorvetes premium da Häagen-Dazs.

A proposta que tornou tudo polêmico é outra coisa: o momento. Não foi o melhor momento para esta lista de compras ser feita. Não foi o melhor momento para que isso sequer fosse cogitado. Pegou muito mal divulgarem esse edital de licitação com preços muito acima dos praticados em mercado para os sorvetes, cremes e tortas.

É um absurdo que essa licitação para sorvetes, cremes e tortas em um momento que nos pedem para cortar gastos. A mensagem que o edital passa é de que Temer tem um gosto refinado e bastante caro. Ao mesmo tempo, ele passa a imagem de que desdenha do povo brasileiro.

A grande maioria do povo brasileiro não tem acesso a sorvetes Häagen-Dazs ou a Nutella ou a tortas de chocolate no café. E nem tem condições de ter acesso a esses itens, caros por si sós já que são premium e importados. Em um momento em que se prega austeridade, seria bem conveniente o exemplo vir de cima.

Ao mesmo tempo em estimular a própria indústria a produção nacional. Mas não vimos isso acontecer. E acho que dificilmente veremos. E, sim, nós produzimos sorvetes premium e cremes de avelã tão bons quanto as versões preferidas por Temer. Basta ele experimentar.

A repercussão negativa fez o próprio governo cancelar a licitação. Agiram rápido para evitar mais um desgaste. Isso em um governo cheio deles em 7 meses.

 

Comente com Facebook

Written by Israel Anderson

Jornalista por formação, cineasta por estudos e curioso por natureza. Internet por paixão.

Deixe uma resposta