Todos reclamam que não tem amor. Eu já acho que não são capazes de perceber isso.

Há algumas semanas atrás eu publiquei um post sobre o por que eu não uso mais aplicativos de encontros (ainda em inglês, mas prometo que logo trago a versão em português). Eu tenho outra razão para essa decisão também: quase todas as pessoas nesses serviços estão mentindo sobre si mesmas. Eles não estão lá para procurar ou encontrar amor ou relacionamentos. Estão lá apenas para marcar alguma saída, uma transa ou coisas do tipo. Mas, pra não parecer superficial, eles costumam usar palavras como “amor” ou “relacionamento” (e, as vezes, namoro). E muito desses caras se sentem mais confortáveis quando acreditam nisso.

Agora se você olhar o seu feed no Facebook ou em outras redes sociais – e se você tem muitos amigos gays – provavelmente você verá algo em especial: a reclamação que eles não encontram amor ou não são capazes de fazer isso crescer. Eu, pessoalmente, já disse isso muitas vezes. Não me arrependo. A verdade é que, se não fosse isso, não teria aprendido como identificar quando o amor está por perto. Ou, ao menos, quando vale a pena envolver-se em um relacionamento com alguém.

Amor não é algo fácil. E quase todos dizem isso. Eu penso um pouco diferente. Amar não é fácil quando você está fechado pra ele. Já conheci muitas pessoas há algum tempo atrás. Encontrei neles uma coisa em comum: eram gentis, fofos quando estávamos juntos. Mas apenas naqueles momentos. Quando eu tentava ser gentil e fofo, eles sempre se distanciavam ou bloqueavam as tentativas de chegar neles.

 

Rotterdam, locks, love, fence

Amor, cadeado

Negar Amor é o mais difícil.

Logo eu entendi que havia sido apenas mais um e tratava de esquecer. Mas conforme o tempo passa, eu via que tanto eles quanto eu não éramos capazes de crescer amor ou saber quando ele está por perto. Não insistimos. Preferimos passar para o próximo e assim vai sendo indefinidamente. Negar o amor por causa de um corpo perfeito e não saber que nós somos tantas coisas de uma só vez é o maior engano que nós fazemos. Um engano que pode nos custar anos e solidão.

Recentemente, eu estou evitando essas coisas. Não é fácil como a gente pode pensar. A solidão as vezes é que faz a gente usar esses aplicativos e encontrar alguém pra ficar. Mas nem sempre identificamos que negar o amor é o mais difícil. Amar e ser amado requer mais do que sexo. Requer estar junto, dividir momentos, criar lembranças. Essa é a chave. Não há love construído sozinho. Nem relações de longo prazo.

 

Comente com Facebook

Written by Israel Anderson

Jornalista por formação, cineasta por estudos e curioso por natureza. Internet por paixão.

Deixe uma resposta