Treta

Jornais brigam com o Youtube e isso não parece que vai melhorar.

A treta começou com a decisão do Youtube de desmonetizar vídeos de canais com conteúdos controversos.

Temos visto atualmente uma mudança nas políticas do Youtube. Eles tem procurado valorizar conteúdos mais saudáveis e menos agressivos. Isso significa que vários canais perderão monetização. E isso é o que levou a essa nova treta que tá rolando com o Youtube e produtores de conteúdos. Brasileiros ou estrangeiros, esses produtores tem visto seus ganhos despencarem em 90%.

No Brasil, no dia 8 de abril, Felipe Neto lançou um vídeo sobre como o Youtube pode levar os produtores de conteúdo e canais a falirem por causa desse corte feito no Adsense. E esse corte obviamente tem a ver com as mudanças recentes nas políticas do próprio Youtube em monetizar vídeos com mais de 10 mil visualizações e, obviamente, a implantação de ferramentas que valorizem canais que tenham conteúdo mais orientado a família.

Isso obviamente não começou agora. Tem a ver com a polêmica levantada por alguns youtubers LGBT que descobriram que o sistema de buscas do site tem omitido conteúdo orientado para LGBTs quando o filtro Safe Search está ativado. Isso obviamente também tem diminuído os ganhos de canais orientados que não se enquadram dentro da política de conteúdos familiares.

Mas obviamente nós no Brasil não podemos falar muito. Todavia, quem está nos Estados Unidos e trabalha nos veículos de mídia de lá podem falar melhor sobre esse tema. Seth Kugel, do canal Amigo Gringo, tem esclarecido sobre essa situação. Ele recentemente mudou o direcionamento dos vídeos do canal, mesmo deixando um pouco de lado algumas questões relativas ao inglês.

Ele trouxe alguns dados que ainda não conhecíamos sobre essa confusão que envolve o The Wall Street Journal e o Google. Segundo esses dados, de fato as propagandas do Adsense apareceram em vídeos com conteúdos extremistas e preconceituosos. E muito do que se tem divulgado sobre isso tem sido baseado em um youtuber americano e um canal lá, o H3.

Todavia, eles mesmos já excluíram vídeos que apresentavam esses dados falsos. Isso não significa que Felipe Neto tenha mentido. Apenas que ele e todos nós erramos em apurar essas informações. Um dos grandes problemas da informação na internet.

Veja o vídeo de Seth Kugel

Comente com Facebook

Written by Israel Anderson

Jornalista por formação, cineasta por estudos e curioso por natureza. Internet por paixão.

Deixe uma resposta