Trump tomou posse e viu protestos acontecerem. Talvez uma amostra do que ele vai enfrentar mais adiante.

Donald Trump agora é o presidente oficial e empossado dos Estados Unidos. É verdade que não há muito o que ele influencie a gente aqui, mas vivemos em um mundo globalizado e alguns passos tomados pelo presidente americano podem tornar o mundo instável e apreensível ou mesmo levar a guerras.

Trump tem hoje uma das piores taxas de popularidade de um presidente americano. Ele não é popular e perdeu os votos populares. Por conta disso enfrenta protestos desde novembro.  Mas venceu no colégio eleitoral e agora assumiu o cargo que conquistou na eleição. Trump é muito conhecido pelas polêmicas dele  do que por ele mesmo.

Trump

Trump e Pence, presidente e vice presidente dos EUA.

É verdade que o presidente Trump é uma incógnita, apesar de seu discurso apontar movimentos que podem não agradar muito. Mas é assim mesmo. É impossível agradar a todos, mas é bem possível desagradar a muitos. E é isso que aconteceu em Washington durante a posse dele. A cidade estava vazia e houveram confrontos com a polícia.

A posse de Trump lembrou, de certa forma, a de Dilma em 2015. Reeleita para um segundo mandato em meio a uma crise de popularidade que levou a uma rivalidade política, Dilma teve uma cerimônia de posse em Brasília basicamente assistida por seus apoiadores. Completamente diferente do que havia sido em 2011.

Trump e as incertezas sobre seu estilo

Depois disso vimos o que aconteceu com ela em 2016. E não será nenhuma surpresa que isso aconteça com Donald Trump. Sobretudo por seu plano econômico ser bem parecido com o que deu errado por aqui (desonerações e incentivos fiscais apostando no consumo para pagar a conta. Deu errado e nos levou a essa crise atual).

Trump promete uma política isolacionista com seu slogan “America First”. E isso, de começo, não é um problema. Mas no médio prazo, será. Uma das razões pra isso é justamente por que a mão de obra americana é bem mais especializada e cara do que a de outros países que alimentam o sistema consumista americano.

As políticas de Trump podem vir a causar uma crise forte nos Estados Unidos. Mesmo que ele tenha intenções boas, de reviver um passado de glória na história americana, mas não há como fazer isso em tempos globalizados. No Brasil isso demorou 5 anos e meio, mas aconteceu.

Por lá talvez não demore tanto.

Todavia, o que mais tem preocupado são as fortes reações sociais. A campanha e o tom de Trump reacenderam isso. E agora isso promete se intensificar. Algo que vimos por aqui entre 2014 e 2015. E ainda estamos vivendo resquícios desse momento.

Todavia, não há como negar, os Estados Unidos da América e uma boa parte do mundo influenciado pelos Estados Unidos iniciou nesse dia 20 de janeiro a era Trump. E tudo o que sabemos dela é que não podemos prever nada ainda. Talvez daqui a alguns dias.

Trump agora que vai ver a ficha cair. Após passar toda a pompa e circunstância, ele vai entender que agora controla um país inteiro e que muito do que ele decidir vai influenciar uma boa parte do mundo. E suas escolhas podem representar coisas boas mas coisas ruins. E isso nos assusta. Deve assutá-lo a partir de agora.

 

Comente com Facebook

Written by Israel Anderson

Jornalista por formação, cineasta por estudos e curioso por natureza. Internet por paixão.

Deixe uma resposta